Semear ideias ecológicas e plantar sustentabilidade é
ter a garantia de colhermos um futuro  
fértil e consciente!

Maranhão - (98)3274-1145 / 3274-1237 / 98789-2135

Piauí - (86) 98184-7844 / 99477-2937 / 99803-3774

Rio Grande do Norte - (84) 3631-8059 / 3631-8145 / 99128-2077

Tocantins - (63) 99911-5204 / 99111-7350 / 99994-8783

Sergipe - (79) 99809-5151 / 98111-6269

Bahia - (81) 98137-5151 / 99184-4555

Alagoas - (82) 98204-0785 / 99101-7679

Paraíba - (83) 98184-5151 / 99104-6032

Ceará - (85) 99186-1022

Pará - (94) 99174-6498 / 99215-4747

Pernambuco - (81) 98137-5151 / 99184-4555

Data:26/02/2018

Boi gordo2 679x527

A produção brasileira de carne bovina deve crescer 5% em 2018, na comparação com o ano passado, e exceder 9,8 milhões de toneladas, impulsionada pelo aumento de vacas abatidas, segundo relatório divulgado pelo Rabobank na quinta-feira (22)

Nos primeiros nove meses de 2017, a produção brasileira de carne bovina subiu 2,5%, quando comparada ao mesmo período de 2016, sinalizando que o ciclo de retenção de fêmeas chegou ao fim. Já os preços de bezerros caíram em média 11% em 2017, na comparação com 2016. A recuperação do consumo doméstico de carne bovina também é esperada para 2018, com base na expectativa de crescimento de 2% a 3% no Produto Interno Bruto (PIB) do país. “Alguma demanda adicional será mais que bem-vinda, já que uma oferta adicional – estimada em cerca de 400 mil toneladas – é esperada para 2018.” O Rabobank estima que produtores e frigoríficos de carne bovina entreguem resultados melhores em 2018.

Fonte: CARNETEC 

© Copyright 2018 - Todos os direitos reservados para INDAMA